os trabalhos e os dias vivendo o sonho e a realidade ao mesmo tempo (1)

19Aug/100

Julieta Tango

Julieta Tango, vaidosa e tagarela
o olhar errante, fútil e letal

a voz demasiado explícita, rouca e masculina
vibrante de canto
de distorções abruptas

um desejo bestial; ou inumano - inocultável.

[Mais aqui sobre uma das grandes paixões da minha vida...]

Filed under: Poesia Leave a comment